A Pena

A pena é um espaço que nasce do gosto pelo conhecimento e da paixão pela arte.

 O mundo de Lilliput, é o mundo dos mais pequenos e dos que não perderam o espírito da infância.

Património, as estórias do que nos distingue como um povo.

Reportagens, as exposições e os acontecimentos que nos rodeiam e que tantas vezes ignoramos

Metrônomo, as escalas, os acordes, os compassos, as pausas que nos inebriam sem esquecer os seus obreiros.

Sketch, muitas são as  facetas da arte, desenho, aguarela, pintura, diário gráfico, mas una como um todo.

Korinka, o sublime que sustenta a beleza de uma flor.

Leituras, nunca será uma critica literária, não tenho capacidade para tal é apenas e tão só o registo das emoções que me marcam.

Entrevistas, as vidas que engrandecem o decurso da minha.

Divulgação, porque uma espécie só evolui com a divulgação do conhecimento

Portfolio, as imagens que alimentam as palavras

Lisboa Documentada, a utopia da vivência na cidade capital

Fotojornalismo, a narrativa das imagens

A pena evoca a arte, esse turbilhão de sensações com bases sólidas em conhecimentos, essa elevação de uma estirpe que despoleta reflexões construtivas sobre o futuro que temos nas nossas mãos criar.

É a utopia das palavras de mãos dadas com as linhas e com os pigmentos. Os temas evocarão uma ode a alegria e expressarão sempre a minha busca continua para atingir estágios de concretização mais elaborados, libertos a cada degrau das amarras técnicas para por fim voar no céu dos ideais que a imaginação sabe ditar.

 A pena é a realidade do sonho, é a prova de que todos podemos alcançar os nossos desejos se os conseguirmos manter como foco de interesse o tempo suficiente para verem a luz da aurora.

Não é um processo acabado, é antes um caminho, o meu caminho

E é acima de tudo o fruto de um grande amor

A autora

Maria M