Lisboa, a moura encantada

Lisboa, a moura encantada   Lisboa nos teus becos perco os meus passos Nos teus odores os meus sentidos E na melodia das tuas Tágides os meus ouvidos   Lisboa por tantos vilipendiada Na argamassa das tuas pedras perdem-se os caminhos Para uns uma monótona rotina Para outros casa que esconjuro algum conseguiu suavizar o […]